Características do KEPPEMOTOR

Economia e eficiência:
  • 70% mais econômico do que os melhores motores convencionais
  • Eficiência superior ao padrão exigido pela NBR:ISO 50001:2011
  • Hélices exclusivas e aerodinâmicas com maior fluxo de ar com menos consumo de energia
Mesmo motor serve para uma faixa mais ampla de produtos: Como a eficiência do Keppe Motor é praticamente constante ao longo de sua faixa de trabalho, pode-se usar o mesmo motor em diversos produtos diferentes para movimentar cargas diversas. Assim, por exemplo, nosso protótipo de laboratório de 1/2 HP trabalha acima de 90% de eficiência desde 1W até 400W (potência útil), atingindo acima de 95% em 1/2 HP. Como consequência, as perdas na forma de calor são mínimas e o motor pode ser considerado “frio”, mesmo em regime máximo de trabalho ininterrupto.
Versatilidade inigualável: A versatilidade do Keppe Motor é única porque permite que o mesmo motor substitua motores convencionais de tipos diferentes. Por exemplo, o mesmo Keppe Motor de um ventilador pode ser usado para um liquidificador ou para um brinquedo. Normalmente usa-se 1) motor de indução para ventilador, 2) motor universal com escovas para liquidificador e 3) motor de Corrente Contínua para brinquedos.
Melhor relação Potência de Saída / Volume: Torna possível a aplicação deste motor em produtos que passariam a ser alimentados por baterias e/ou painéis solares como por exemplo, aparadores de grama para praças públicas, jardins e ao longo de rodovias.
Fácil regulagem de velocidade: Inversores utilizado para variação de velocidade em motores convencionais tem uma perda de até 35% na eficiência do motor. O motor faz a variação de velocidade com variação de pulso sem perda de eficiência (ressonância).
Trabalha em qualquer velocidade com curva de eficiência praticamente constante: O Keppe Motor mantém sua alta eficiência em toda a sua faixa de trabalho, desde a carga e/ou velocidade máxima de projeto até sem carga e/ou velocidade mínimas próximas a zero.
Viabiliza novos produtos e portabilidade de vários equipamentos: A velocidade do KM está desvinculada da frequência da rede e portanto simplifica muito a utilização de sistemas que exijam aplicações de alta velocidade, além de garantir uma alta eficiência que é impossível para estes sistemas de tecnologia convencional. Um exemplo disto são os climatizadores de ambiente que utilizam discos rotativos de alta velocidade (aproximadamente 14.000 rpm) movidos por motores de indução bipolares acoplados a ampliadores de velocidade. Estes sistemas são grandes e pesados e por isso só podem ser acoplados na frente de ventiladores de grande porte. Além disso, um sistema com motor monofásico bipolar e ampliação de velocidade é um verdadeiro “desastre” em termos de eficiência energética.
Consumo desprezível quando funciona em Stand-By (sem carga): Situação ótima para aplicações nas quais o motor não é exigido para trabalho porém não pode ser desligado. Ideal ainda para regimes de carga intermitente e/ou variável.
Motor que trabalha por ressonância: Inventado para funcionar de acordo com uma lei da física que garante eficiência máxima do sistema: a ressonância. Neste estado um sistema físico oferece amplitude máxima (maior trabalho mecânico) com mínima quantidade de energia colocada no mesmo. Em um motor, a amplitude é traduzida em termos de torque e rotação (potência de saída) e a energia colocada em energia consumida da rede (potência de entrada). A relação entre as potências de saída pela de entrada indica a eficiência do motor.
Não tem núcleos de ferro-silício: Não tem perdas por histerese. Além disso, é uma grande vantagem na fabricação pois dispensa cortes de chapa, manutenção com máquinas de corte, etc.
Motor mais frio: Pode ser projetado para fabricação com materiais menos resistentes ao calor, carcaças feitas com material menos resistente ao calor, aumentando consideravelmente a gama de plásticos opcionais que barateiem custos.
Pode ser encapsulado: Em um motor de baixa potência (1/3 HP) e alta eficiência, as perdas por calor são desprezíveis, de forma que o motor pode ser completamente encapsulado para uma gama muito grande de aplicações onde ambientes severos com ocorrência de material particulado em grandes quantidades, ambientes químicos corrosivos, maresias ou mesmo respingos de água ou líquidos diversos comprometam a durabilidade do motor.
Melhor relação Potência de Saída / Volume: Torna possível a aplicação deste motor em produtos que passariam a ser alimentados por baterias e/ou painéis solares como por exemplo, aparadores de grama para praças públicas, jardins e ao longo de rodovias.
Viabiliza novos produtos e portabilidade de vários equipamentos: A velocidade do KM está desvinculada da frequência da rede e portanto simplifica muito a utilização de sistemas que exijam aplicações de alta velocidade, além de garantir uma alta eficiência que é impossível para estes sistemas de tecnologia convencional. Um exemplo disto são os climatizadores de ambiente que utilizam discos rotativos de alta velocidade (aproximadamente 14.000 rpm) movidos por motores de indução bipolares  acoplados a ampliadores de velocidade. Estes sistemas são grandes e pesados e por isso só podem ser acoplados na frente de ventiladores de grande porte. Além disso, um sistema com motor monofásico bipolar e ampliação de velocidade é um verdadeiro “desastre” em termos de eficiência energética.
Maior durabilidade: A alta eficiência do Keppe Motor, aliada à ausência do núcleo de ferro nas bobinas estatoras e a uma corrente de alimentação contínua mais baixa que a dos motores convencionais equivalentes garante maior vida útil para o motor.
Melhor opção para regiões inóspitas: Em diversas regiões do Brasil (e do mundo) o fornecimento de energia não é constante, ocorrendo grandes variações de tensão durante o dia, ou não atende o mínimo esperado, com tensões de rede em torno de 80/ 90V. O Keppe Motor pode ser facilmente dimensionado para ter rebaixador de tensão no circuito e trabalhar abaixo destas tensões mínimas de forma a manter sua eficiência e funcionar normalmente como se estivesse recebendo 110 ou 220V da rede.
Maior autonomia: Garante vida mais longa para pilhas e baterias.
Usa cabeamento mais fino: Como trabalha com melhor eficiência, o KM precisa de menos corrente na fiação de suas bobinas, dispensando fios de bitola grossa. Isso gera mais economia, especialmente se utilizado em motores auxiliares no setor automotivo, náutico e aeronáutico.
Velocidade independente do número de polos: O número de polos indica o torque disponível de trabalho e como o KM varia a sua velocidade apenas por tensão, motores de poucos ou vários polos podem igualmente funcionar a qualquer velocidade.
Funciona com diferentes materiais essenciais: ímãs (ferrite, Neodímio, alnico, Samário-Cobalto, etc.) e bobinamento em Cobre ou Alumínio.
Inúmeras configurações possíveis: O Keppe Motor tem um princípio que propicia projetos de rotores e estatores 1) bipolares, multipolares ou matriciais, 2) com fluxo magnético radial, axial ou misto, 3) com bobinas em série, paralelo ou mistas, 4) com bobinas simples, bifilares ou polifilares, 5) com bobinas espirais e aspirais de campo aberto ou confinado, etc.
Motor universal: Como a potência exigida pelo Keppe Motor é menor para realizar o mesmo trabalho e sua rotação independe da rede, o circuito fica simplificado e mais barato no caso de produtos bivolt ou que precisem trabalhar em 110 / 220V, 50 / 60Hz.
Motor modular: pode ser acoplada a outros Keppe Motors para aumento ·de ·potência sem perder eficiência.
Circuito Multifuncional: Dispõe de controle de velocidade variável, bivolt e inversão de rotação. Requer apenas uma ponte retificadora e um capacitor de filtro com sensor para comutação automática que é controlada pelo próprio motor para tingir seu ponto de ressonância, e que corresponde automaticamente ao ponto de melhor eficiência para uma determinada carga. A variação de velocidade pode se dar
1) por simples variação de voltagem AC na  entrada do circuito,
2) por circuito PWM após retificação e filtragem, ou
3) por variação de largura do pulso de ressonância.
Funciona com AC ou CC: O circuito pode ser projetado para funcionar com esta corrente advinda tanto da rede alternada como de baterias.
Reduz significativamente o custo de sistemas com células fotovoltaicas: Se focarmos nossa atenção em motores de baixa  potência, constataremos que estes correspondem a mais de 80% dos motores utilizados em eletrodomésticos. Se pensarmos em movê-los com painéis fotovoltáicos, o custo seria proibitivo, visto que um mini painel de 20W custa aproximadamente R$ 400, sem contar o sistema de conversor e baterias. Se pegarmos o exemplo de um ventilador de teto padrão que consome em torno de 130W, precisaríamos de 6 painéis de 20W, que custariam R$ 2.400. No caso do Keppe Motor, o mesmo ventilador consumiria 24W, o que significa que uma placa de 30W seria suficiente, ou seja o custo cairia de R$ 2.400 para R$ 600!
Versatilidade inigualável: A versatilidade do Keppe Motor é única porque permite que o mesmo motor substitua motores convencionais de tipos diferentes. Por exemplo, o mesmo Keppe Motor de um ventilador pode ser usado para um liquidificador ou para um brinquedo. Normalmente usa-se 1) motor de indução para ventilador, 2) motor universal com escovas para liquidificador e 3) motor de Corrente Contínua para brinquedos.

Traduzir para: Inglês

Top